Campo Grande-MS 23.06.2017
Um novo olhar para a música mineira
Quinta-Feira, 03.03.2016 às 20:00
Um novo olhar para a música mineira
Em Casa é um álbum de releitura de clássicos mineiros
Planeta MPB
Para o Portal Top Vitrine
Divulgação
Glaucia Nasser

A cantora e compositora mineira de Patos de Minas, radicada em São Paulo, Glaucia Nasser, lança seu sexto CD “Em Casa” produzido por Alexande Lemos e a própria artista. Arranjos de Alexandre Lemos e Sandro Premmêro.

 

Em Casa é um álbum de releitura de clássicos mineiros que levam a cantora  às origens. Glaucia foi audaz na escolha e na interpretação nos presenteando com um CD que vai além das regravações, velhos temas com roupa nova contidos de emoção para ouvir sempre.

 

O CD já abre com “Certas Canções” (Tunai/Milton Nascimento) gravada originalmente no álbum Anima de 1982, aqui o destaque além da voz límpida de Nasser vai para o violão de Premmêro e a percussão de Galante.

 

Uma das mais belas do disco “Fazenda” (Nelson Ângelo) nesta canção a viola se faz presente e mais uma vez a percussão está impecável.

 

De João Bosco a cantora debruçou lindamente nas canções “Quando o Amor Acontece”(João Bosco/Abel Silva) e “Agnus Sei” ( João Bosco/Aldir Branc).

 

Glaucia foi feliz em escolher uma das músicas mais belas do repertório brasileiro “Nós Dois” (Celso Adolfo) música imortalizada na voz de Tadeu Franco, ganha de Nasser uma intepretação emocionada, a gaita de Ivan Marcio completa a beleza da obra.

 

Toninho Horta foi lembrado com seu “Beijo Partido”; ficou bonito demais da conta, como dizem os mineiros.

 

A clássica “Nascente” (Flávio Venturini/Murilo Antunes) tem mais de 100 regravações, o próprio autor já fez suas releituras, mas tenho que admitir que esse arranjo com esse violão do Premmêro merece nossos elogios, Glaucia canta confortavelmente até nas notas altas características do Venturini.

 

A artista não teve dúvidas e gravou Clube da Esquina I e II (Milton Nascimento/Lô Borges/Márcio Borges) a primeira é de uma delicadeza que nos emociona. Clube II, Sandro Premmêro brinca com o baixo dando uma atmosfera diferente das outras regravações.

 

A regravação de Clube II, que é simplesmente uma obra de arte, foi feita por Flávio Venturini no CD “Noites Com Sol” de 1994.

 

Glaucia vestiu com roupa de domingo a canção “Rancho Fundo” gravada originalmente em 1931 por Elisa Coelho,com certeza, é a canção mais regravada de todas desse repertório.

 

Um acalanto ouvir essa versão de “Cruzada” (Tavinho Moura/Márcio Borges) essas pausas nos finais das frases ficaram divinas. A singela e poética “Jardim da Fantasia” (Paulinho Pedra Azul) ganha da artista a intepretação que a canção merece.

 

Gravada pela Banda de Pau e Corda de Recife PE em 1978 “O Trem Tá Feio” (Tavinho Moura/Murilo Antunes) ganhou de Nasser uma bela releitura.

 

Para finalizar ouviremos “Um carro de boi” (Alberto Caeiro/Renato Mota/Patrícia Lobato), “Laranja Madura” (Ataulfo Alves).

 

A clássica “O medo de Amar e o Medo de Ser Livre” (Beto Guedes/ Ronaldo Bastos) ficou demais na voz da Glaucia. Uma das mais recentes do repertório escolhido por Glaucia  “Dois Rios”, (Lô Borges/Samuel Rosa/Nando Reis) fecha este álbum, que agradará ao público apreciador da boa música.

25 NOVEMBRO - SEX
Um conto Chinês
30 SETEMBRO - SEG
Sesc Horto traz oficina e teatro infantil a Campo Grande
08 SETEMBRO - TER
84 perguntas inteligentes para alavancar as vendas
17 MAIO - QUI
Ensino de filosofia
Busca Detalhada
Utilize a busca avançadas do site para encontrar o que deseja em termos de noticías.