Campo Grande-MS 23.05.2017
Mudar é preciso
Terça-Feira, 08.09.2015 às 13:00
Mudar é preciso
Todo mundo gosta de mudar um pouco de tempos em tempos
Ana Paula Horta
Para o Portal Top Vitrine
Divulgação/Jomar Bragança
Home office
Divulgação/Jomar Bragança
Móveis soltos dão flexibilidade aos ambientes

Fazer mudanças nos ambientes renova as energias e as sensações de bem-estar e aconchego.

 

Para quem gosta de estar em constante transformação, é importante ficar atento na hora de escolher o mobiliário.

 

Todo mundo gosta de mudar um pouco de tempos em tempos. Seja mudar de casa, o estilo de se vestir ou o corte de cabelo. Na decoração do lar, ocorre o mesmo.

 

Mas muitas vezes essa mudança acaba sendo frustrada. É que muita gente adquire móveis sob medida, feitos para um determinado local, e quando dá aquela vontade de mudar algumas coisas de lugar, não dá certo.

 

Para evitar esse problema, os móveis soltos em um layout flexível são a solução.

 

A designer de interiores Rosângela Brandão Mesquita e o arquiteto Eduardo Henrique, do escritório Situar Projetos comentam os contras dos móveis planejados.

 

"Esses mobiliários, apesar de ser uma realidade devido aos espaços que estão cada vez mais compactos, são rígidos e não permitem a mudança, obrigando a pessoa ficar com o mesmo layout por anos. Outro inconveniente é quando há a mudança de casa. É difícil realocar os móveis, pois eles foram feitos sob medida para o espaço antigo".

 

Por esses motivos, Rosângela e Eduardo optam - sempre que possível - por trabalhar com móveis soltos, dando mais flexibilidade aos clientes.

 

"Os móveis flexíveis têm como grande diferencial a versatilidade, que permite a mudança tanto de layout quanto de casa de maneira tranquila. Eles possibilitam ainda a reutilização das peças que, em tempos de sustentabilidade, é muito importante".

 

Esta proposta inspirou os profissionais na execução do Quarto do Jovem Descolado, ambiente apresentado na Casa Cor Minas.

 

"O quarto foi idealizado para um jovem ativo e descolado, avesso a estruturas rígidas, convencionais. Por isso, a liberdade na disposição dos móveis em seu quarto trouxe mais leveza e versatilidade. Essa escolha foi ao encontro da personalidade do habitante desse quarto", ponderam.

 

Os arquitetos Bruno Viana e Ivana Seabra também aderem a esse tipo de móvel em seus projetos.

 

"Quando não trabalhamos com móveis sob medida, temos mais liberdade na escolha de acabamentos, cores e texturas e podemos brincar com isso, criando um layout harmônico e rico. A composição é valorizada por móveis de design e eles se tornam destaque no ambiente", defendem.

 

Eles trabalharam juntos em um projeto de um home-office, que também está em exposição na Casa Cor Minas, onde utilizaram esse conceito.

 

"O home office é um espaço de demanda crescente. Visando este nicho de mercado, nossa proposta foi desenvolver um ambiente que mescla o lado técnico e ergonômico dos móveis corporativos com o aconchego e sofisticação do mobiliário residencial. O ambiente mais personalizado, inspirado nos gostos pessoais do cliente, garante aconchego e leveza", explicam Bruno e Ivana.

22 ABRIL - TER
Asas à imaginação
16 ABRIL - QUA
Lançamentos exclusivos da Lider Interiores
18 MARçO - TER
Sustentabilidade na decoração
08 AGOSTO - SAB
Décor Solidário 2015 vai reformar um abrigo para crianças
Busca Detalhada
Utilize a busca avançadas do site para encontrar o que deseja em termos de noticías.